top of page
  • Writer's pictureWagner Rodrigues

Dia de Controle da Asma: conheça os tratamentos e medicamentos disponíveis no SUS

No Brasil, a doença tem alta prevalência entre adolescentes. Recentemente, Ministério da Saúde ampliou medicamento usado em adultos para tratamento de pacientes de 6 a 17 anos


Conheça os sintomas e tratamentos disponibilizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) de maneira gratuita


O dia 21 de junho foi instituído como Dia Nacional de Controle da Asma – uma das doenças respiratórias crônicas mais comuns no Brasil, com impacto na vida de pessoas de todas as idades. Em pacientes não tratados de forma adequada ela pode ser fatal, por isso, é essencial procurar atendimento médico no início dos sintomas. Conheça os sintomas e tratamentos disponibilizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) de maneira gratuita.

Sintomas

Os principais sinais da doença pulmonar são dificuldade de respirar, chiado e aperto no peito, respiração curta e rápida. Eles podem piorar durante a noite e nas primeiras horas da manhã ou em resposta à prática de exercícios físicos, mas também são afetados por fatores externos como exposição a substâncias que causam alergia, poluição ambiental, infecções virais e a mudanças climáticas.

Tratamentos

A doença pode ser controlada e o SUS oferta o tratamento. Estudos indicam que portadores de asma grave não controlada procuram 15 vezes mais as unidades de emergência médica e são hospitalizados 20 vezes mais que os asmáticos moderados.  Por isso, em caso de sintomas, especialmente se há histórico familiar, a orientação é que o paciente procure uma Unidade Básica de Saúde (UBS). Algo que foi essencial para melhorar o estado de saúde do gastrólogo Ênio Bezerra, 60 anos, que é asmático e sofria com crises recorrentes, principalmente durante o inverno.

Ele conta que tentou se consultar em hospitais particulares, mas não obteve sucesso; até que procurou a UBS do Cruzeiro Novo, no Distrito Federal. Lá, foi atendido, conseguiu retirar medicamentos gratuitos e foi encaminhado para atendimento especializado. “Eu já tenho me tratado no SUS há um ano e meio, e de lá para cá, nunca mais tive uma crise tão forte”, revela.

Desde 2011, o SUS distribui medicamentos para asma nas unidades de saúde e, de maneira complementar, por meio do Programa Farmácia Popular , mediante apresentação de documento de identificação e receita médica. Mas, é importante destacar que a indicação de medicamentos é aplicada em parte dos casos, a depender da gravidade, mas o acompanhamento médico e o controle dos fatores que desencadeiam as crises são medidas essenciais para todos os diagnosticados.  A educação do paciente é parte fundamental do cuidado.

Incorporação de medicamentos para crianças e adolescentes

A prevalência de sintomas de asma entre adolescentes no Brasil está entre as mais altas do mundo. Um estudo da agência governamental americana National Institutes of Health mostrou que a prevalência média de broncoespasmos (contração de vias aéreas) nesse grupo chega a aproximadamente 20%.

Para atender a esse público, recentemente, o uso do medicamento mepolizumabe 100mg/mL - que até então era utilizado apenas por adultos - foi ampliado pelo Ministério da Saúde para o tratamento de pacientes com asma eosinofílica grave refratária, com idade entre 6 e 17 anos.


Mais informações podem ser acessadas no Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas da Asma


Por: Ministério da Saúde

0 views0 comments

留言


bottom of page